Aprenda Trigedasleng: a língua dos Grounders de The 100

 

 

Se você é fã de The 100 já deve estar familiarizado a ouvir outro idioma em vários episódios de todas as temporadas. Pois este post é para você que quer entender um pouco mais de Trigedasleng ou quem sabe até aprender a falar algo.

Trigedasleng é a língua falada pelos grounders e, atualmente, alguns dos arkadianos como Octavia e Clarke depois de contatos frequentes com os Trigedakru. A linguagem é descendente de um dialeto muito acentuado do inglês americano, que evoluiu rapidamente por três gerações influenciado por um sistema de códigos desenvolvido antes do Cataclismo.

Trigedasleng é a evolução do inglês moderno, embora o léxico e a gramática tenham sido alterados para serem relativamente estranhas aos falantes da língua inglesa. Desenvolveu-se parcialmente devido às variações linguísticas naturais, mas também por pressão dos grounders para a criação de códigos e eufemismos que seus inimigos, particularmente os Homens da Montanha de Mount Weather, não entendessem de cara.

Por exemplo, em vez de chamar seus líderes de “líder”, “chefe” ou “comandante”, este torna-se “heda“: hed- como derivação do inglês moderno “head” (cabeça, mestre) com o sufixo -a, equivalente ao inglês moderno “er”.

Quando David J. Peterson (o mesmo criador das línguas dos dothraki e valiriano em Game of Thrones) criou a linguagem dos grounders, idealizou um sistema fonético para usar no roteiro da série que melhor refletisse as mudanças do inglês moderno para o Trigedasleng. O pronome pessoal “I” (eu), por exemplo, manteve a mesma pronúncia entre os Terra-firmes, que utilizam a palavra “Ai”. No entanto, o sistema da escrita não é utilizado em Trigedasleng: os grounders não sentiram necessidade de construir uma língua escrita.
APRENDENDO O BÁSICO DA LÍNGUA:
Nomes não são traduzidos, apenas transcritos quando utilizados como parte de uma frase Trigedasleng, ganhando o sistema de romantização fonético.
Exemplos: Lexa – Leksa, Bellamy – Belomi, Octavia – Okteivia.
Pronomes:
Ai = “Eu”, do inglês “I”.
Yu = “Você”, do inglês “You”.
Em = “Ele (a)”, do inglês “Them”.
Osir = “Nós” (exclui o ouvinte, ou seja, eu e eles), do inglês “us-here”.
Oso = “Nós” (inclui o ouvinte, ou seja, eu, você e eles), do inglês “us-all”.
Yumi = “Nós” (você e eu), do inglês “you-me”.
Yo = “Vocês”, do inglês “you-all”.
Emo = “Eles (as)”, do inglês “them-all”
Pronomes Possessivos:
Yu gonplei = “sua luta”
Ai stegeda = “minha vila”
Leksa swis = “a faca da Lexa”
Gona java = “lança do guerreiro”
Emo honon = “prisioneiros deles”
Números:
1 – won (One)

2  – tu (Two)
3 – thri (Three)
4 – fou (Four)
5 – fai (Five)
6 – sis (Six)
7 – sen (Seven)
8 – eit (Eight)
9 – nain (Nine)
10 – ten (Ten)
11 – len (Eleven)
12 – tua (Twelve)

1000 – thauz (Thousand)
Substantantivos
Passagem gouthru, do inglês”go-through”.
– Curandeiro fisa, que vem do verbo Trigedasleng “fis op” (curar ou arrumar no inglês “fix up” com a junção do sufixo variado “-a” equivalente ao inglês “-er”).
– Assassino ripa, derivado de “rip”/”reap” + -a; usado como referência aos Reapers (Ceifadores).
– Luta gonplei, do inglês “gunplay”.
– Grupo de pessoas kru, de “crew”.
– Céu skai, de “sky”.
– Povo do céu skaikru (skai + kru)
– Guerreiro gona, de “gun” com o sufixo “-er”.
– Exército ou grupo de guerreiros gonakru.
– Linguagem sleng, do inglês “slang”.
– Inglês gonasleng.
– Comandante heda,  de “head” mais a variação do sufixo “-er”.
– Comandante da Morte Wanheda.
– Morte/morto wan, de “wind up” (morrer: wan op).
– Sombra trikova, de “tree” + “cover”.
– Floresta trimani, do inglês “tree” + “many”.
– Feito/acabado/terminado = odon, de “all done”.
– Nunca nowe, de “no way”.
– Sangue jus, de “juice”.
– Túnel sobwe, de “subway” (muitos dos túneis que existem na região são de metrôs abandonados).
– Almoço sanch (A etimilogia desta palavra ainda é desconhecida. Pode ser derivada de “sandwich”).
– Vida sonraun, de “sun” + “around”, referindo-se ao movimento da Terra ao redor do Sol. Esta metáfora está presente no inglês moderno, quando dizem que “dão a volta no Sol” para se referir a ficar velho ou viver a vida.
– Alma keryon, de “carry on”.
– De novo = nodotaim, de “another time”.
– Número noma, de”number”.
– Mãe nomon, de “number one”.
– Pai nontu, de “number two”.
– Inútil/bobo branwoda ou branwada, de”brown-water” (Nos anos depois da guerra nuclear, a necessidade básica de encontrar água potável o suficiente para o consumo humano era difícil demais. “Brown water”, ou “água marrom”, foi um termo genérico criado para aquilo que não era indicado para consumo. Com o tempo, o significado se estendeu para incluir tudo que fosse inútil).
– Faca swis (A etimologia desta palavra ainda é desconhecida).
– Criança goufa ou yongon (A etimologia de “goufa é desconhecida, mas “yongon” é derivada de “young one”. Tipicamente “goufa” serve para qualquer criança, enquanto “yongon” é utilizado para se referir ao filho de alguém).
– Forte yuj, de “huge”.
– Cidade da Luz = Soncha Kapa/Sonchgeda, onde soncha vem de “sunshine” (raio de sol, luz) e kapa vem de “capital” (cidade).
– Homens da Montanha = Maunon, de “mountain”.
– Garota gada (A etimologia desta palavra ainda é desconhecida).
– Forasteiro splita, de “split” + “-er”.
– Amigo lukot (A etimologia desta palavra ainda é desconhecida).
– Cavaleiro hosa, de “horse”.
– Gorilla pauna.
– Tempestade skaikracha, de “sky” +”crash”.
– Gelo az, de “ice”.
Preposição:
– De, Para, Com = kom, do inglês “come”.
Conjugação:
– Presente: Não há verbo auxiliar.
Exemplo: Ai fis em op (“I fix him up”) = Eu curo ele.
– Gerúndio: “ste
Exemplo: Ai ste fis em op (“I am fixing him up”) = Eu estou curando ele.
– Pretérito perfeito: “don
Exemplo: Ai don fis em op = Eu curei ele.
– Futurona
Exemplo: Ai na fis em op = Eu vou curar ele/Eu posso curar ele.
– Voz passivage
Exemplo: Ai ge fis op = Eu fui curado.
Frases comuns:
  • Nau yu na wan op (now you will die) = Agora você vai morrer
  • Breik em au (free him) = Libertem-no
  • Pul em we gon emo honon (draw them away from their prisoners) = Afastem-nos de seus prisioneiros
  • Skaikru don jak ething op kom ai (Sky People took everything from me) = Os que vieram do céu tiraram tudo de mim
  • Ai don sen in chit bilaik ai gaf sen in (I’ve heard what I needed to hear) = Eu ouvi o que eu queria ouvir
  • Jomp em op en yu jomp ai op (Attack her, and you attack me) = Ataque ela e vai me atacar
  • Sis em au (Help him) = Ajudem-no
  • Yu ste kwelen (you are weak) = Você está fraco
  • Ai hod yu in (I love you) = Eu te amo

A 5ª Temporada de The 100 estreia na CW no inicio de 2018!

Assista todos os episódios em nosso APP para Smartphones Android “The 100 HD Play”: DOWNLOAD

Todos os direitos de exibição pertencem a CW e a Warner Bros, não somos responsáveis por hospedar os episódios, apenas compartilhamos links encontrados na internet, e de maneira gratuita para o entretenimento dos fãs. No Brasil, The 100 é exibido pela Warner.

Relacionados

Share